Blog Página Cinco

O rei mandou cair dentro da folia: livros para pensar e festejar o carnaval

Rodrigo Casarin

08/02/2018 15h00

Foto: André Lobo/ Uol.

Como o carnaval está prestes a começar oficialmente, separei cinco livros para quem curte a folia, mas também precisa descansar e deseja ler alguma coisa entre um desfile ou bloquinho e outro. Confira:

Por Que Perdeu?” (Record), de Marcelo de Mello: É comum que após as apurações dos desfiles das escolas de samba muitos amantes do carnaval fiquem indignados porque alguma agremiação aparentemente impecável acabou não levando o troféu de campeã. Sobre dez passagens épicas pela Marques de Sapucaí, mas não coroadas com o título, que o jornalista Marcelo de Mello se debruçou para escrever “Por Que Perdeu?”. Na obra, momentos como o carro de DNA da Unidos da Tijuca em 2004 e o Cristo Mendigo da Beija-Flor de 1989 são relembrados (bem que o autor poderia ter olhado brevemente para São Paulo e incluído o desfile do ano passado da Dragões na obra).

QUEM É O HISTORIADOR QUE TOMOU CACHAÇA E CANTOU PONTO DE UMBANDA DENTRO DA IGREJA EM PARATY?

Uma História do Samba – As Origens” (Companhia das Letras), de Lira Neto: Não é um livro dedicado somente ao carnaval, mas a origem da festa popular tal qual conhecemos hoje tem um espaço central neste título, o primeiro volume de uma trilogia e obrigatório para quem gosta de música. Na obra, Lira Neto mostra, dentre outras coisas, como o samba se tornou a trilha sonora dos festejos a partir da década de 1920, processo que seria consolidado nos anos 30 com o início dos desfiles das escolas de samba. Conversei com o autor sobre o assunto aqui.

Dicionário da História Social do Samba” (Civilização Brasileira), de Luiz Antonio Simas e Nei Lopes: Seguindo a linha histórica, “Dicionário da História Social do Samba” venceu o Jabuti de 2016 na categoria Teoria/ Crítica Literária, Dicionários e Gramáticas e foi o primeiro livro do tipo sobre o assunto publicado no país. Assinado por dois craques que entendem muito da expressão cultural, vai além da mera descrição de conceitos e verbetes e acaba traçando um panorama do samba ao longo do tempo.

Do Recife para Manhattan” (Planeta), de Daniela Levy: “De Repente de Lá Pra Cá e Dirrepente de Cá Pra Lá…” , o enredo da Portela assinado por Rosa Magalhães, é um dos que achei mais curiosos na safra deste ano. A escola entrará na avenida de segunda para terça-feira para falar sobre um grupo que saiu de Recife e acabou ajudando a fundar Nova York. Então, se o livro de Daniela Levy não é sobre o carnaval, ele está bem inserido no contexto da festa deste ano, por isso que aparece entre as indicações. Na obra, a historiadora, que se dedica principalmente ao estudo do povo judaico, traça a trajetória dos judeus que deixaram a capital pernambucana em 1654 e, por uma série de acasos, acabaram na costa leste dos Estados Unidos.

LIRA NETO: COMO O FUNK HOJE, O SAMBA TAMBÉM ERA CONSIDERADO UM GÊNERO POBRE E DE EXTREMO MAU GOSTO

Amores Carnavais” (Laranja Original): Os carnavais do Rio e de São Paulo servem de inspiração para que 12 escritores e dois fotógrafos criem imagens e contos que, explorando diversas facetas da algazarra, retratam a principal festa popular do Brasil. Estão no livro os autores Adriano de Luca, Ana Paula Dugaich, André Zamboni, Eduardo Guimarães, Fabiana di Franceschi, Fernanda Machado, Gabriel Pondé, Guilherme Figueira, Gustavo Vilela, Luis Vassallo, Raphael Guedes e Renato Malkov.

Gostou? Você pode me acompanhar também pelo Twitter e pelo Facebook.

Sobre o autor

Rodrigo Casarin é jornalista pós-graduado em Jornalismo Literário. Vive em São Paulo, em meio às estantes com as obras que já leu e às pilhas com os livros dos quais ainda não passou da página 5.

Sobre o blog

O blog Página Cinco fala de livros. Dos clássicos aos últimos sucessos comerciais, dos impressos aos e-books, das obras com letras miúdas, quase ilegíveis, aos balões das histórias em quadrinhos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Topo