Topo
Blog Página Cinco

Blog Página Cinco

Base da tentativa de censura de Marcelo Crivella tem nome: homofobia

Rodrigo Casarin

06/09/2019 10h18

Um beijo.

Um afago, um carinho e um mísero beijo.

Cebolinha e Mônica já se beijaram. Cascão e Cascuda já se beijaram. Mickey e Minnie já se beijaram. Homem-Aranha e Mary Jane já se beijaram. Nos filmes e nas novelas as pessoas se beijam. Nas ruas, nas praças, na praia, no meio da Bienal do Livro… Em todos lugares as pessoas se beijam. E podem se beijar, não há erro – muito menos crime – nisso.

Só que um beijo entre Wiccano e Hulking na HQ "Vingadores: A Cruzada das Crianças", publicada originalmente em 2010 e lançada no Brasil pela Panini, incomodou. A cena é bonita, ainda que um tanto clichê: por conta dos perrengues, um personagem conversa com o outro, consola o outro, apoia o outro, afaga o outro… No final, se beijam. Quantas vezes não vimos algo semelhante por aí? Se alguém enxergar problema em jovens presenciando e apreciando esse tipo de ato, essa pessoa terá um sério desafio pela frente.

Se a cena de "Vingadores" representa um "conteúdo sexual" que deve ser proibido para menores, como apontou o prefeito carioca Marcelo Crivella (PRB), o mandachuva e sua trupe já podem preparar os incineradores, pois terão um desafio monumental pela frente. Precisarão tirar de crianças e adolescentes uma infinidade de revistas, filmes, livros, séries e afins que, pasmem, trazem referências sexuais muito mais claras do que um simples beijo entre duas pessoas vestidas. Aliás, segundo a classificação indicativa em vigor no Brasil, obras que possuam sexo explícito, nudez ou violência devem ser apontadas como impróprias para menores de 18 anos, então podem começar pedindo para que lacrem a Bíblia e metam o selinho preto com o número 18 em sua capa.

Povo sem discernimento acreditou que essa cena de "As Gémeas Marotas", de Dick Bruna, uma paródia pornô lançada em Portugal, também estaria no livro dos "Vingadores".

Crivella não agiu sozinho na tentativa de censura à Bienal do Livro do Rio de Janeiro – quem ainda não entendeu o que está acontecendo, assista ao vídeo abaixo; a organização do evento, felizmente, já falou que não acatará o absurdo do prefeito. Há alguns dias que circula pelo "zap" as imagens dos heróis se beijando junto com um texto-chilique de uma mãe lamuriando: o filho teria acesso a "coisas horríveis" ao ler "Vingadores: A Cruzada das Crianças". Como há algum tempo ignorância e canalhice se misturam, uma outra mensagem também se queixa do beijo entre os personagens, mas ainda afirma que a obra conta com cenas que, na verdade, pertencem ao livro "As Gémeas Marotas", de Dick Bruna, uma paródia pornô lançada em Portugal.

Não é de hoje que afirmo e reafirmo que o Brasil está se jogando na Idade das Trevas. Mães e pais com a cabeça parada no século 13 não querem que seus filhos vejam dois rapazes se beijando; acreditam que atos de afeto e amor sejam coisas repugnantes ou, pior, do capeta. Crivella abraça a causa e ordena a censura da Bienal. Isso tem nome: homofobia – prática que é crime no Brasil.

Você pode me acompanhar também pelas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube e Spotify.

Sobre o autor

Rodrigo Casarin é jornalista pós-graduado em Jornalismo Literário. Vive em São Paulo, em meio às estantes com as obras que já leu e às pilhas com os livros dos quais ainda não passou da página 5.

Sobre o blog

O blog Página Cinco fala de livros. Dos clássicos aos últimos sucessos comerciais, dos impressos aos e-books, das obras com letras miúdas, quase ilegíveis, aos balões das histórias em quadrinhos.